Início Frater Jovem Artigos Libertando-se do vício da pornografia

Libertando-se do vício da pornografia

O vicio da pornografia é um mal que tem entre suas vítimas homens, mulheres, jovens e até crianças. É uma perversão que tem destruído famílias e levado muitas pessoas à compulsão sexual. Em 2011, uma pesquisa realizada por uma revista cristã (ChristianNet), nos Estados Unidos da América, revelou que 50% dos cristãos daquele país acessam páginas pornográficas. “Muitas vezes, aqueles que entram em contato conosco, procurando ajuda, não partilharam o problema com ninguém, por isso sofrem em silêncio”, diz Ken James do site christiananswers.net

“A pornografia conciste em retirar os atos sexuais, reais ou simulados, da intimidade dos parceiros para exibi-los a terceiros de maneira deliberada. Atenta contra a dignidade daqueles que a praticam (atores, comerciantes, público), porque cada um se torna para o outro objeto de um prazer rudimentar e de um proveito ilícito” (Catecismo da Igreja Católica – 2354)
 “O que há na pornografia é uma forma de olhar a pessoa como objeto de consumo. Os rapazes, por exemplo, andam no mundo selecionando mulheres como num tabuleiro de frutas, como puro objeto de consumo; eles não olham aquela pessoa, que está numa cena pornográfica, como alguém que tem alma”, diz padre Paulo Ricardo.

Números da pornografia no mundo
Segundo pesquisas, o número de pessoas que buscam conteúdos pornográficos crescem de forma avassaladora, sobretudo com o fenômeno da internet.
• São 28. 258 mil usuários por segundo acessando conteúdos eróticos;
• são feitos 1 bilhão de downloads de material pornográfico a cada mês;
• desta fatia, 78% correspondem aos homens e 22% de mulheres;
• 17 % das mulheres já se dizem viciadas em pornografia;
• 80% dos jovens entre 15 e 20 anos já foram expostos a pornografia extrema;
• 9 anos é o tempo médio em que uma criança tem seu primeiro contato com pornografia.

Para padre Wagner Ferreira, formador geral da Comunidade Canção Nova e doutor em teologia moral, a mídia contribui muito para a propagação da pornografia no mundo, porque encontrou aí um produto de comércio. “O objetivo é vender uma sexualidade vulgarizada, transformá-la num produto comercial”, diz o sacerdote.

Como se libertar deste vício?
O vício da pornografia é um problema que, na maioria dos casos, as pessoas vivem de forma silenciosa por causa da vergonha ou da carga de culpa pelo qual o assunto está envolvido. Mas também podem esconder fatores de desordem psicológica que necessitam de um acompanhamento profissional comprometido com os valores da pessoa humana (de preferência que seja um profissional católico praticante que respeite seus princípios cristãos e indicado pela liderança de sua Comunidade). No entanto, o primeiro passo é assumir o problema.

“A pessoa precisa colocar limites no que vê na internet, na TV e nas revistas. Ela precisa buscar ajuda, partilhar com um amigo, com uma pessoa mais próxima. Quanto mais a pessoa esconde o problema, mais ele vem com força”, explica padre Wagner Ferreira.
“O primeiro passo é uma metanóia (mudança de mentalidade). A pessoa precisa romper com o mundo, assumir que é diferente e, sendo cristão, saber que vai fazer parte de uma minoria (que rompe com o mundo). Mas que ele não está sozinho, porque nós somos Igreja e temos uma multidão de santos que romperam com o mundo, viveram a castidade e, hoje, estão felizes na casa do Pai”, orienta padre Paulo Ricardo.

Confira, alguns passos para libertar-se do vício da pornografia:

Vencendo o vício da pornografia, algumas atitudes que podem te ajudar na luta contra a pornografia:

Rompa com o silêncio
Assumir que tem o problema e partilhá-lo com um amigo(a) espiritual, de preferência do mesmo sexo, pode ser o primeiro passo de um longo caminho rumo a libertação.

Limites da Web
Acesso a Internet somente na presença de outras pessoas.
Adquira programas que bloqueiam conteúdos adultos.
Diante da tentação “foge já, foge rápido, foge longe”.

Ajuda Espiritual
Busque na vida de oração e vivência sacramental como Confissão e Eucaristia.
Tenha um Diretor Espiritual que te ajude a caminhar e a te levantar se recair. É a via dos santos.

Ajuda Psicológica dependendo do caso pode ser necessária
Procure uma ajuda psicológica que respeite seus princípios cristãos e que ajude a encontrar as raízes do problema. De preferência que seja um profissional católico praticante, indicado pela liderança de sua Comunidade.

Mente sã, corpo são
Pratique atividades físicas e uma boa alimentação.
Mantenha a mente ocupada com uma boa leitura e momentos de lazer, sobretudo com a família.

*estas são apenas algumas que podem lhe ajudar. Você pode incluir outros passos de disciplina de acordo com a sua realidade. O que você não pode é entregar os pontos na luta contra o vício.

Fonte: site - destrave


 

 
Rádio Fraternidade
Campanha Dezembro

12%
Graças a Deus, fechamos
a Campanha em Novembro.
Continue nos ajudando e
vamos juntos construir
um mundo fraterno.
Pe.Ladislau Molnár. 

Pesquisa no Site
Mensagens da Bíblia
Uns põe sua força nos carros, outros nos cavalos. Nós, porém, a temos no nome do Senhor. (Salmo 19, 8)