Início Gerais Halloween: Neo-paganismo ou carnaval fora de época?

Halloween: Neo-paganismo ou carnaval fora de época?

imagesGrandes abóboras iluminadas em forma de caveira, esqueletos, fantasias de monstros e a pergunta: - Doces ou travessuras? Tudo isso é Halloween, também conhecido como o Dia das bruxas, comemorado no dia 31 de outubro. Uma festa de origem pagã que está sendo disseminada nos últimos anos graças ao movimento Nova Era, ao cinema, a televisão e o comércio (que fatura alto neste dia).

O dia 31 de outubro tornou-se uma data importante para o esoterismo em todo o mundo. É considerado o dia mais importante de todo o ano esotérico, e o dia mais importante do ano para os seguidores de Satanás e seitas reencarnacionistas.

Em muitas Escolas e Pré-Escolas, os professores introduziram a festividade no calendário, promovendo atividades “inocentes” relacionadas ao evento. Mas, afinal, qual a nossa postura ante o crescimento dessa festa pagã, camuflada de “carnaval fora de época”? Estamos permitindo que nossos filhos participem dessa festividade ou estamos agindo para que este culto não seja disseminado em nosso país? Leia este artigo e tenha mais elementos para formular uma resposta.

Mas, afinal, o que significa Halloween, ou dia das bruxas? halloween 2

A sua origem remonta aos celtas, povos que viveram na Gália e nas ilhas da Grã-Betanha entre 600 e 800 d.C. Esta festividade foi sendo esquecida devido a evangelização cristã nestes territórios, e a religião Wicca caiu em declíneo, mantendo apenas uma tradição oral passada de geração em geração. Os Estados Unidos receberam esta tradição, principalmente, através dos imigrantes irlandeses.

Em sua “versão” atual, comemorada no dia 31 de outubro, buscou-se acentuar o aspecto mórbido e os símbolos macabros: caveiras, esqueletos, bruxas, zumbis. Uma festividade patrocinada com fins bastante definidos:

1) O movimento chamado Nova Era que busca, fortemente, diminuir as festas cristãs, e introduzir entre as crianças e os jovens o culto ao profano, o bizarro, o esotérico. Halloween se camufla como um “carnaval fora de época”, porém, é transgressivo e fortemente anti-cristão;

2) O chamado mercado de Halloween, que lucra com a venda de doces, fantasias, máscaras e todo o tipo de "bujiganga".

halloween 6Alguns poderiam tachar a oposição a essa festividade de “fanatismo religioso”. Vamos pensar juntos:

Quais são os símbolos que regem essa festividade? Algum deles é cristão? Essa festividade está ofuscando o Dia de todos os Santos (1º de novembro) e o Dia dos fiéis defuntos (02 de novembro)? Quem está por trás da propagação dessa festa e qual o seu objetivo? Você se sente bem ao ver seu filho vestido de bruxo, zumbi, vampiro e tudo o que isso simboliza? As perguntas não param por aqui.

Preservar a nossa fé, e a fé de nossos filhos, certamente não é fanatismo. O cristão, neste mundo, deve “fazer a diferença!” e contribuir para o desenvolvimento da nossa juventude, livre e sem medo. Não é fácil desafiar os modismos. Se o fizermos que seja com o amparo de Deus e a intercessão da Virgem Maria.

Fonte: Luis Carlos da Costa

 
Rádio Fraternidade
Campanha Dezembro

10%
Muito obrigado por
sua ajuda! Em dezembro
vamos concluir o
Tabernáculo de Deus! 
Pe.Ladislau Molnár. 

Pesquisa no Site
Mensagens da Bíblia
O que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte. (Tiago 1, 6)